camelos e dromedários

Camelos e dromedários – Quais as diferenças!

Camelos e dromedários, qual é a diferença entre os dois? Geralmente, no cinema e na TV sempre ocorre essa confusão e muitas pessoas acham que todos são camelos e na realidade existem diferenças. Porém, para os cientistas e zoólogos, não é bem assim.

Camelos e dromedários

Inicialmente eles são diferentes em três detalhes, primeiro no número de corcovas (o montinho sobre o dorso). Vivem em habitat ou regiões diferentes e são herdeiros do mesmo DNA, cujo ancestral comum viveu na América do Norte há mais de 40 milhões de anos.

Atualmente, vivem entre o norte da África, Oriente Médio e Ásia, porém são criados em diferentes regiões do planeta. Neste artigo falaremos mais sobre essas duas espécies que muito encantam as pessoas.

Onde vivem?

O camelo ou “Camelus bactrianus” é encontrado como nativo na Ásia Central, enquanto que o dromedário ou “Camelus dromedarius” é mais comum na África, sendo referido também como camelo árabe.

Estamos falando de espécies diferentes, porém com aparências similares. Na prática da identificação, os dromedários possuem apenas uma corcova nas costas, e os camelos possuem duas.

As espécies de dromedários são oriundos dos desertos da África e do Oriente Médio. Os camelos têm origem na Ásia. Porém são espécies com condições de viver em regiões secas e até mesmo frias.

A Domesticação dos camelos e dromedários

Há milhares de anos, esses animais começaram a ser domesticados pelos seres humanos, como também aconteceu com outros mamíferos como o cão, vacas, cavalos e entre outros.

Desde então, o interesse era domesticá-los para carregar as cargas, servir como transporte e para produzir leite. Além da carne ser bastante apetitosa para os moradores nativos dessas regiões.

São considerados animais selvagens?

Nos tempos atuais, não há mais dromedários selvagens como há milhares de anos. Em relação aos camelos, eles existem na Mongólia e na China, mais especificamente.

Na região da China e Mongólia podemos encontrar somente mil indivíduos selvagens, o que os coloca em sério risco de extinção nos próximos anos. Porém, fora das regiões abertas, os demais camelos que vivem na Ásia são domesticados.

O número de corcovas entre camelos e dromedários. Quais as diferenças?

Para alguns livros de biologia e zoologia, todos são camelos, sendo portanto a diferença de apenas uma corcova para identificar o dromedário ou camelo de menor porte.

Mas, para a literatura do ocidente, mesmo sendo da mesma espécie, costumamos subdividir os dromedários como animais que apenas possuem uma corcova e o camelo com duas.

O que há dentro da corcova?

Durante séculos acreditava-se que a corcova guardasse água, porém ela guarda muita gordura, sendo essa gordura uma importante reserva de energia para os animais utilizarem em tempos de falta de comida ou de dias frios.

Clima quente e seco

Ambos possuem adaptações naturais para suportar ambientes quentes e muito secos, eles urinam menos, conseguem armazenar água em seu organismo, sem falar na possibilidade do corpo esquentar bastante durante o dia e esfriar à noite.

Conclusão sobre camelos e dromedários

Neste artigo apresentamos as diferenças entre dromedários e camelos e compreendemos melhor as características e origem desse fabuloso animal.

Os camelos são animais domésticos que têm cascos encontrados na Ásia e na África. Eles geralmente vivem em regiões desérticas ou semidesérticas. Os nômades criam camelos para obter leite e carne, que consomem para sobreviver.

Os camelos também ajudam no transporte de um local para outro em busca de pasto para as comunidades pastoris. Você viu aqui alguns fatos interessantes sobre camelos e dromedários, gostou?!

Compartilhe este post:

Este blog utiliza cookies para garantir uma melhor experiência. Se você continuar assumiremos que você está satisfeito com ele.