Tubarões: vida e curiosidades

Ao pesquisar sobre as curiosidades sobre os tubarões, logo aprendemos que são uma das principais espécies carnívoras dos oceanos. Eles podem alcançar até vinte metros de comprimento, dependendo da espécie.

Apresentam pele áspera com grande resistência incluindo cobertura de escamas. Essas escamas que ajudam no processo da natação e para a espécie ser mais veloz para buscar as suas presas no fundo do mar.

Em seu corpo também possuem nadadeiras sustentadas por raios e diferentes colorações brancas ou acinzentadas.

Principais curiosidades sobre os tubarões

É um animal vertebrado, pertencente à classe dos Chondrichthyes o que o caracteriza como um peixe cartilaginoso, na subclasse Elasmobranchii. A existência de um esqueleto cartilaginoso contendo cálcio facilita a sua movimentação e desenvolvimento.

Essa espécie está nas faixas superiores das cadeias alimentares dos ambientes marinhos. Conseguem viver e habitar vários ambientes desde regiões costeiras até as áreas mais profundas dos oceanos.

Sistemas biológicos

Entre as principais curiosidades sobre os tubarões está o seu sistema biológico. O tubarão possui diferentes sistemas de orientações e de sobrevivência, podemos destacar:

Sistema sensorial – Através do seu complexo sistema sensorial possui visão desenvolvida. Com olfato e a capacidade de sentir odores a grandes distâncias. Também conseguem perceber mudanças de pressão da água e vibrações.

Sistema reprodutor – O processo de fecundação é interna, permitindo ao macho através das nadadeiras pélvicas a realização da cópula. Dependendo da espécie podem ser ovíparos, ovovivíparos ou vivíparos.

Sistema digestivo – Possuem boca ventral, dentes em desenho de fileiras e parte da dentição pode ser substituída no decorrer da vida. Possuem também a cinese do crânio, ou seja, podem mover o crânio para abocanhar e comer a presa.

Sistema circulatório – Considerando os demais, possuem coração em duas cavidades, átrio e um ventrículo.

Sistema respiratório – Utilizam a respiração branquial e não possuem bexiga natatória. Por não existir bexiga natatória, o fígado ajuda na flutuação.

Principais espécies

A seguir apresentamos as principais espécies de tubarão mais conhecidas pelos pesquisadores.

Tubarão-branco – Essa espécie é a mais temida pelo fato de estar no grupo dos grandes predadores, cada exemplar pode chegar até seis metros de comprimento. É encontrado em mares de regiões temperadas, com a capacidade de nadar em mais de 250 metros de profundidade.

Tubarão-tigre – Presente em todos os oceanos, é muito comum nas regiões tropicais e subtropicais. Esses tubarões tem a capacidade de nadar em cerca de 100 metros de profundidade. Os maiores exemplares alcançam o tamanho de até sete metros.

Tubarão-baleia – Essa espécie pode alcançar o tamanho de até vinte metros de comprimento com mais de quarenta toneladas de peso. Habitam, principalmente, as regiões de costas e os oceanos profundos.

Conclusão

É comum as pessoas sentirem medo do tubarão pelo fato de serem carnívoros e vorazes, porém não são todas as espécies que apresentam pleno perigo para o ser humano nos mares.

No Brasil, a maior concentração de tubarões está localizada na região Nordeste, mais especificamente no litoral do estado do Recife.

Vale a pena lembrar que os tubarões não atacam a toa e não são ameaças aos seres humanos, mas, devido a degradação do meio ambiente, é cada vez mais comum vê-los mais próximos do litoral em busca de alimentação.

Além de conhecer as curiosidades sobre os tubarões, seus hábitos e grande poder de caça, é importante mais ações para preservar esta espécie e assim garantir sua sobrevivência.

Veja também…

-Urso Polar – suas características e curiosidades.https://mundoanimaldicasecuriosidades.com/urso-polar-suas-caracteristicas-e-curiosidades/

-5 curiosidades sobres as corujas.https://mundoanimaldicasecuriosidades.com/5-curiosidades-sobre-as-corujas/

Compartilhe este post:

Este blog utiliza cookies para garantir uma melhor experiência. Se você continuar assumiremos que você está satisfeito com ele.